Dê Um Up Em Seu Corretor Ortográfico!

Corretores ortográficos têm sido muito úteis para nos salvar de situações embaraçosas com erros de gramática, de ortografia, ou meramente de digitação (chamados “typos”, em inglês), tanto em nossa língua nativa quanto em uma língua estrangeira que usamos para trabalhar, como o inglês.

18ixmjpbtg4nhjpg

Todos nós sabemos que somos julgados pela forma que nos expressamos. Por isso, especialmente no campo profissional, evitar erros desta natureza é fundamental para construirmos uma imagem de credibilidade e competência.

Você não iria querer fazer negócios com alguém que diga “me manda o documento pra mim dar uma olhada e eu vou estar te retornando em breve”, né?

Atualmente, existem serviços que oferecem funcionalidades adicionais de revisão de textos, além do básico do corretor ortográfico do Word. Um deles é o Grammarly.com, que pode ser usado no navegador ou através de um plug-in do pacote Office e uma extensão do Chrome, te ajudando assim a estar sempre de olho na qualidade de sua escrita.

O Grammarly não só identifica erros gramaticais, como também dá sugestões sobre o vocabulário, organização e estrutura utilizados em suas composições, para que você melhore a clareza e eficiência em sua comunicação. Além disso, ele avisa sobre palavras que possam ter sido confundidas, como “manly” e “mainly“, que, ainda que ambas corretas, tenham sentidos bem diferentes (clique nelas para ver suas definições).

Você também recebe um relatório mensal por email sobre a qualidade de sua produção escrita, comparando a quantidade de erros cometidos com a dos outros usuários.

Eu tive a oportunidade de utilizar o serviço por um tempo e achei bem interessante. Realmente é uma boa ajuda extra para melhorar nossa redação e nos fazer atentar a pontos mais específicos da comunicação escrita em inglês.

Como o serviço não é especificamente voltado para aprendizes da língua inglesa, muito menos aprendizes brasileiros, há alguns padrões de erros ou estruturação da língua que nós geralmente cometemos e utilizamos que não são identificados. Este seria um ponto importante a aprimorar no sistema para que seja ainda mais útil como uma ferramenta auxiliar de aprendizado para os alunos.

Você pode usar o Grammarly gratuitamente com algumas limitações ou pagar $29.95 dólares (plano mensal) para ter acesso a todas funcionalidades.

É um valor meio salgado para um usuário individual, como um estudante, mas pode ser mais viável para um grupo em uma empresa ou universidade. Além disso, o plano anual sai por quase um terço do valor, $11.66 por mês.

hyphen-man

Vale a pena fazer um teste e conhecer o serviço. É uma boa ferramenta para ajudar na redação de um email na correria do dia-a-dia, quando não der pra esperar até a próxima aula de inglês para tirar uma dúvida com o professor! XD

Visite o site do Grammarly.com e compartilhe suas impressões sobre o serviço nos comentários!

Cheers!

Advertisements

Your Making Homophonic Mistakes!

Their They’re getting more and more common nowadays, especially due to modern fast communication mediums, and its it’s almost impossible to be safe of making them. Your You’re right, there they’re the homophonic mistakes!

20120906-135401.jpg

You may regard them simply as typos, but there are cases in which people are really getting confused about the difference between such terms, and that is really concerning. Everybody will always make a grammar mistake every now and again, and that’s, say, ok – especially in informal contexts, such as social medial stuff and SMSs. But increasingly these errors have been popping up in notices in public establishments, hotels, restaurants, and even in documents and business papers. We’ve got to watch out for that!

Some people might argue that at least these mistakes do not lead readers to misunderstanding, what supposedly lightens the fault. However, as it relies on such a basic grammar concept, in my view it can undermine the reputation and reliability of the one in mistake. I mean, I would probably think “if he is not able to use this elementary thing correctly, can I really trust in his capabilities?”. Wouldn’t you?

So, if you don’t want to take the risk of losing opportunities because of silly mistakes, take a look at the article Back-to-School Review: Confusing Contractions. Besides clarifying the homophonic issue (including the meaning of such word), there are also some other useful links for you to surf around. Check it out!

Cheers,

Teacher Fabio

Portuguese:

Eles estão ficando cada vez mais comuns nos dias de hoje, especialmente devido aos rápidos meios de comunicação modernos, e é praticamente impossível estar a salvo de fazê-los. Você está certo, eles são os erros de homofônicos.

Você pode considera-los simplesmente como erros de digitação, mas há casos nos quais as pessoas estão realmente ficando confusos sobre a diferença entre tais termos, e isso é bem preocupante. Todo mundo irá sempre cometer um erro gramatical uma hora ou outra, e isto é, vamos dizer, ok – especialmente em contextos informais, tais como mídias sociais e SMSs. Mas cada vez mais estes erros têm surgido em avisos em estabelecimentos públicos, hotéis, restaurantes, e até mesmo em documentos e publicações de negócios. Nós temos que ficar atentos a isto!

Algumas pessoas podem argumentar que pelo menos estes erros não levam os leitores ao desentendimento, o que supostamente ameniza o erro. Porém, como isto refere-se a um conceito gramatical tão básico, em minha opinião isto pode minar a reputação e confiabilidade daquele em erro. Quero dizer, eu provavelmente pensaria “se ele não é capaz de usar esta questão elementar corretamente, eu posso mesmo confiar em suas capacidades?”. Você não pensaria?

Entã0, se você não quiser se arriscar a perder oportunidades por cause de erros bestas, dê uma olhada no artigo Back-to-School Review: Confusing Contractions. Além de esclarecer a questão dos homofônicos (inclusive o significado de tal palavra), há outros links úteis para vocês dar uma navegada. Confira!